quinta-feira, 6 de julho de 2017

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Vinde a mim, donas de casa.

Não as desesperadas, que essas não me importam para o caso.

Preciso daquelas experientes e jeitosas (nas lides domésticas, que de resto, e mais uma vez, para o caso tal é irrelevante), capazes de soluções simples, rápidas e eficazes (também pensei em económicas, mas pus um pé atrás e afrouxei os cavalos, por pensar - talvez injustamente, quem sabe - que é pedir de mais).

A situação é a seguinte:

O escriba é rapaz para ter muitos papéis em casa. Uns úteis, outros nem por isso; uns recentes, outros com 73 anos de idade (assim mais ou menos a idade dele); uns importantes, outros nem tanto.
A questão é que, todos juntinhos, ainda são algumas resmas e no meio desse maralhal todo, o escriba, a páginas tantas, apercebe-se que há por ali uns bichos estranhos.

Eis a foto de um dos indivíduos, ou, em bom rigor, de um familiar directo dos indivíduos, uma vez que a foto foi roubada da net.


2 factos. 1 problema.

Facto: Mg quer-se ver livres deles. A todo o custo.
Facto: Mg nem sempre os vê, mas sabe que eles andam por ali, principalmente a coberto da noite, altura em que rondam por onde lhes apetece.

Problema: Mg não tem uma solução para acabar com a praga de uma vez, sem que tal signifique implodir a sua propriedade.

Alguém ajuda?

Claro que alguém ajudará, porque a freguesia de Mg não é só feita de gente que mais não sabe - ou não tem que - fazer senão andar a pastar pelo admirável mundo dos blogs.

Então...??!!
Soluções?

quinta-feira, 1 de junho de 2017

A todas as crianças que me leem.

Um Feliz Dia da Criança para todos vós.
 
Muitas e boas prendinhas.
Sempre aos pares (ou múltiplos deles!).






quinta-feira, 25 de maio de 2017

Nem de propósito. Quem vos...

Dizei-me, oh gente que vai a esses restaurantes pseudo snob chiques de culinária não sei das quantas, onde se come uma ervilha, meia folha de alface e umas migalhas de pão, que, para serem pagas, obrigam à visita prévia ao balcão lá do bairro para contratar um crédito bancário especificamente para o efeito, que, a correr bem, lá para meados de 2021 estará totalmente pago.


Sois vós?